1. Breve história e estrutura da Associação Internacional de Lusitanistas

Fundada em Poitiers em 1984 pelo lusitanista Prof. Doutor R. A. Lawton, a Associação Internacional de Lusitanistas (AIL) tem por objeto, segundo os seus Estatutos (artigo 2º), fomentar os estudos de língua, literatura e cultura dos países de língua portuguesa, organizar congressos e publicar as atas, preparar e publicar a revista Veredas, colaborar com instituições nacionais e internacionais.

Podem ser membros da Associação “docentes universitários, pesquisadores e estudiosos aceites pelo Conselho Diretivo e cuja admissão seja ratificada pela Assembleia Geral”. Na atualidade, a AIL conta com numerosos associados, distribuídos por mais de 30 países dos diferentes continentes.

A AIL tem, tal e como está definido nos seus Estatutos e no Regulamento Interno, três órgãos sociais: Assembleia Geral, Conselho Diretivo e Conselho Fiscal. O período de mandato destes órgãos é de três anos, fazendo coincidir o final do mesmo com a celebração do congresso trianual, cujo lugar decide a própria Assembleia (artigo 7.º).

A Associação Internacional de Lusitanistas é dirigida por um Conselho Diretivo (eleito pela Assembleia Geral) composto por uma Presidência, duas Vice-Presidências, uma Secretaria Geral/Tesouraria, uma Presidência do Conselho Assessor e nove Vogais, com a seguinte distribuição: uma Presidência da Comissão Científica, uma Presidência da Comissão Editorial, cinco integrantes do Conselho Assessor, uma pessoa coordenadora do próximo congresso e uma pessoa Responsável de Comunicação. O Conselho Fiscal consta de três pessoas.

2. Congressos da AIL

O encontro trienal que marcam os congressos desta Associação Internacional é já um dos momentos do calendário académico de quem trabalha com aspectos diversos da lusitanística. De facto, entre o primeiro de Poitiers, em 1984, e o próximo em Macau (XII Congresso, 2017), a AIL tem viajado de Leeds em 1987, a Coimbra (1990), a Hamburgo (1993), a Oxford (1996), ao Rio de Janeiro (1999), a Brown (2002), a Santiago de Compostela (2005), à Madeira (2008), a Faro (2011), ao Mindelo (2014) e a Macau (2017). O próximo congresso da AIL será realizado em Roma, em 2020.

3. Revista Veredas

Veredas ― Revista da Associação Internacional de Lusitanistas (ISSN 0874-5102 | ISSN 2183-816X, edição eletrónica) tem uma periodicidade semestral. Depois de uma fase em que os números monográficos cobraram especial relevância, desde o número 12 tem adotado o sistema de avaliação por pares para a aceitação de trabalhos e, de ser publicada em papel, tem passado a ter edição exclusivamente digital através do site da AIL. Estas mudanças têm como principal objetivo aumentar o índice de impacto nos sistemas de classificação internacional.

4. AILpress

AILpress é Plataforma agregadora de conteúdo editorial da Associação Internacional de Lusitanistas. Nesse portal estão acessíveis as atas e livros temáticos resultantes dos congressos da AIL.