Já está disponível, em acesso aberto, no portal da Veredas — Revista da Associação Internacional de Lusitanistas, uma nova edição.

Veredas n. 26: http://revistaveredas.org/index.php/ver/issue/view/28

Neste número:

 

Artigos

A batalha antológica: resgate, inclusão e (re)fundação da tradição literária nas contra-antologias femininas de fins do século XX
Paula Candido Zambelli

A mátria de Natália Correia: uma utopia libertária
Josyane Malta Nascimento

A morte em gerúndio: ciclicidade transcendente em Teolinda Gersão e Pepetela
Patrícia Infante da Câmara

A máquina do mundo de Paulo José Miranda: a vertigem tanatológica de seus mecanismos
Paulo César Thomaz

O fluxo da consciência em Elói, de João Gaspar Simões
Valda Suely da Silva Verri

Um romance sobre o tempo: Que cavalos são aqueles que fazem sombra no mar?, de António Lobo Antunes
Camila Stefanello, Raquel Trentin Oliveira

A tensão dialética entre o eu e o outro em Eu hei-de amar uma pedra, de António Lobo Antunes
Tatiana Prevedello

Trauma, memória e latência em Diário da queda, de Michel Laub
Rejane Cristina Rocha

A intimidade das pessoas idosas no documentário Olhos de Ressaca, de Petra Costa
Sophia Beal

Me segura qu’eu vou dar um troço, de Waly Salomão: a abertura da linguagem
Adriana Kogan

Resenhas

Margarida Calafate Ribeiro e Silvio Renato Jorge (Org.) — Literaturas insulares: leituras e escritas de Cabo Verde e São Tomé e Príncipe
Maria da Graça Gomes de Pina

Martha Batalha — A vida invisível de Eurídice Gusmão
Paula Queiroz Dutra

Henrique Freitas — O arco e a arkhé: ensaios sobre literatura e cultura
Igor Ximenes Graciano

 

 

A Associação Internacional de Lusitanistas (AIL) e a Universidade de Coimbra (UC) abrem concurso para uma bolsa inserida no Programa de Bolsas UC/AIL destinada a jovens investigadores/as oriundos/as da Ásia Oriental (“East Asia”) para incentivar os estudos na área da Lusofonia.

A Gestão do Programa é da competência da Divisão das Relações Internacionais (DRI) da Universidade de Coimbra e da Associação Internacional de Lusitanistas.

As duas instituições abrem concurso para uma bolsa de investigação para o ano de 2018. O objetivo é premiar investigadores/as, em início de carreira, para continuarem a desenvolver a sua investigação no âmbito da Língua Portuguesa ou da Literatura e Cultura lusófonas.

O programa concede ao/a beneficiário/a uma bolsa de mobilidade que visa custear os encargos com a deslocação para Coimbra, bem como as despesas da estadia. O programa concede uma única bolsa no valor total de 5.000€ a investigadores/as procedentes de Universidades sediadas na Ásia Oriental (“East Asia”) que desejem fazer um período de investigação, entre 3 a 6 semanas, na Universidade de Coimbra até 31 de dezembro de 2018.

A única bolsa concedida em cada convocatória anual terá obrigatoriamente como destino a UC. O/a bolseiro/a deverá realizar o seu período de investigação sob a orientação de uma pessoa associada à AIL que tenha a quota anual em dia.

A DRI da Universidade de Coimbra e a AIL designarão uma Comissão formada por três elementos, encarregada de avaliar as candidaturas e os Relatórios finais dos bolseiros. Os resultados serão publicados na página web das duas instituições (www.lusitanistasail.org e http://www.uc.pt/driic) até 30 dias úteis após a data limite de submissão de candidaturas.

Prazo de convocatória

A convocatória está aberta entre os dias 7 de maio de 2018 e 8 de junho de 2018.

Apresentação da candidatura

As candidaturas devem ser enviadas através do formulário acessível em http://www.lusitanistasail.info até às 23.59h (horário de Portugal continental) do dia 8 de junho de 2018.

 

Anexos:
Fazer download deste ficheiro (Aviso_Abertura_BOLSA_UC-AIL_2018-1.pdf)Aviso de Abertura Bolsa UC – AIL 20181197 kB47 Downloads

Entrevistas a Roberto Vecchi, Presidente da AIL no n.º 246 | 16 a 29 de agosto de 2017 do JL, Jor­­nal de Le­­tras, Ar­­tes e Ideias: «Associação Internacional de Lusitanistas | XII Congresso abre fronteira a Oriente», e crónica de Carlos Ascenso André, organizador do XII Congresso da AIL: «Congresso dos Lusitanistas, Macau, 2017: onde as culturas se encontram».

Anexos:
Fazer download deste ficheiro (AIL-JL-246.pdf)AIL-JL-246.pdf1120 kB136 Downloads
Fazer download deste ficheiro (encartejl246.pdf)encartejl246.pdf822 kB127 Downloads

Caras e caros colegas:

Na sequência do XII Congresso em Macau, um Congresso que, seguramente, deixará na vida da nossa Associação marca tanto de vitalidade como de qualidade científica, vimos por este meio lembrar que contamos convosco para o próximo passo coletivo: a publicação dos textos das comunicações efetivamente apresentadas durante o Congresso.  

Como é do vosso conhecimento a AIL não publica, na tradição recente, Atas. Edita, no entanto, os trabalhos, reelaborados de acordo com os debates ocorridos no Congresso, e que serão submetidos a avaliação dupla por pares anónimos. A publicação será realizada em livros temáticos com ISBN próprio, prevendo-se publicação simultânea online.

A Comissão Científica pretende que estes livros temáticos possam ser editados tão breve quanto possível, para assim corresponder à atualidade científica dos contributos. Para isso, os autores das comunicações deverão enviar o texto final até 15 de setembro de 2017, impreterivelmente, respeitando o formato abaixo definido e não excedendo o número máximo de palavras previsto. O texto definitivo de cada artigo será submetido a dupla avaliação cega por pares. Uma vez aceites, os artigos serão publicados nos livros temáticos.

As versões finais devem ser submetidas online no sistema de gestão do congresso (https://www.conftool.net/congresso-ail-2017), em formato editável (.doc) até 15 de setembro de 2017, impreterivelmente. Os trabalhos que forem enviados para além desta data não serão considerados.

A AIL informa que, em razão de uma cada vez maior atividade de divulgação e partilha dos resultados científicos das suas sócias e dos seus sócios, está disponível on line uma plataforma editorial, a AILpress, acessível em http://lusitanistasail.press/index.php/ailpress, que reúne todos os volumes relativos aos Livros Temáticos e às Atas dos Congressos Internacionais que a AIL organizou ao longo da sua história:

1.º, Poitiers, França (24 a 28 de junho de 1984), organizado pela Universidade de Poitiers;
2.º, Leeds, Reino Unido (09 a 15 de julho de 1987), organizado pela Universidade de Leeds;
3.º, Coimbra, Portugal (18 a 22 de junho de 1990), organizado pela Universidade de Coimbra;
4.º, Hamburgo, Alemanha (6 a 11 de setembro de 1993), organizado pela Universidade de Hamburgo;
5.º, Oxford, Reino Unido (1 a 8 de setembro de 1996), organizado pela Universidade de Oxford;
6.º, Rio de Janeiro, Brasil (8 a 13 de agosto de 1999), organizado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e a Universidade Federal Fluminense;
7.º, Providence, Rhode Island, Estados Unidos (1 a 7 de julho de 2002), organizado pela Universidade de Brown;
8.º, Santiago de Compostela, Galiza (18 a 23 de julho de 2005), organizado pela Universidade de Santiago de Compostela;
9.º, Funchal, Madeira, Portugal (4 a 9 de agosto de 2008) organizado pela Universidade da Madeira;
10.º, Faro, Portugal, (18 a 23 de julho de 2011), organizado pela Universidade do Algarve;
11.º, Mindelo, Cabo Verde (21 a 25 de julho de 2014), organizado pela Universidade de Cabo Verde.

Achamos contribuir com a plataforma AILpress não só para a preservação da memória científica mas também para uma mais ampla difusão e acessibilidade do trabalho de investigação das nossas sócias e dos nossos sócios.