Veredas n.36

A relação entre literatura, história e pensamento remonta às origens da cultura ocidental. Aristóteles, na Poética, afirma que o poeta e o historiador não diferem por um escrever em verso e o outro em prosa, mas pelo fato do primeiro narrar o que poderia acontecer e o segundo o que aconteceu. Assim, para o filósofo do Liceu, a poesia é mais filosófica do que a história. Aquela procura o universal, esta, o particular. Essas afirmações foram contestadas ao longo do tempo e no decorrer de teorias e estéticas que questionaram os limites e as possibilidades quer da narração, quer do pensamento, quer da própria história. Como a narrativa lusófona enfrenta as questões levantadas por Georg Lukács, Walter Benjamin ou Adorno, se uma totalidade verossímil não é mais dada às formas?

O número 36 da revista Veredas convida os leitores a pensar como se entrelaçam literatura, pensamento e história nos confins do narrável, mediante uma série de textos que interrogam a própria possibilidade da literatura.

(Frederico Garcia Fernandes e Diego Giménez, da Apresentação)

URL: https://revistaveredas.org/index.php/ver/issue/view/38

Chegou ao conhecimento da AIL de que têm circulado e-mails com origem numa editora predatória chamada “Atena” (https://www.atenaeditora.com.br), a dar indicações sobre procedimentos, com vista à inclusão dos trabalhos resultantes do Congresso de Roma numa publicação. Os emails (Atena Editora <Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.) contém dados como o nome e o título do trabalho, dando a impressão que se trata de um convite genuíno.

As denominadas revistas e editoras predatórias são aquelas com práticas suspeitas e de qualidade editorial duvidosa, mas que garantem, sempre mediante o pagamento de taxas, a publicação rápida do trabalho, normalmente sem qualquer revisão por pareceristas.

A AIL esclarece que a editora em causa não tem qualquer relação com a Associação. Os e-mails relacionados com a publicação dos trabalhos apresentados ao congresso são sempre enviados pelos canais da AIL e não por terceiros. A eventual publicação dos trabalhos nos livros temáticos é isento do pagamento de taxas.

Lembra-se, novamente, que a AIL só aceitará textos inéditos e que sigam rigorosamente as normas estabelecidas:

https://lusitanistasail.org/novidades/1024-normas-de-publicacao-ail-roma-2021.html

A Veredas: Revista da Associação Internacional de Lusitanistas está com chamada aberta para o dossiê número 38 (jul./dez. 2022), com o tema "Prisões e confinamentos: escritas do cárcere".

Este dossiê é organizado por Sabrina Sedlmayer (UFMG) e Alexandre Amaro (CEFET-MG).

O prazo final para o envio de artigos para este dossiê é 31 de outubro de 2022.

Confira a chamada completa no site da revista Veredas, aqui.

A Veredas: Revista da Associação Internacional de Lusitanistas está com chamada aberta para o dossiê número 37 (jan./jun. 2022), com o tema "Corporalidades e violência na literatura recente produzida por mulheres no mundo lusófono".

Este dossiê é organizado por: Lucia Zolin e Alexandra Santos Pinheiro (Universidade Federal da Grande Dourados-UFGD).

O prazo final para o envio de artigos para este dossiê é 30 de abril de 2022.

Confira a chamada completa no site da revista Veredas, aqui.

 

Chamada para publicação

Veredas: Revista da Associação Internacional de Lusitanistas

Número 36 (jul./dez. 2021)

A Veredas está prorrogando o prazo para recebimento de artigos e resenhas até 31 de janeiro de 2022.

As colaborações, desde que alinhadas ao foco e escopo da revista, são recebidas em fluxo contínuo. 

Veredas aceita artigos inéditos, oriundos de pesquisas originais relacionadas, especialmente, à literatura, mas contempla ainda o diálogo com outras expressões culturais, como o cinema, a música, o teatro, as artes plásticas de países de língua portuguesa. A revista é aberta às mais diferentes abordagens teórico-metodológicas. 

Também são recebidas resenhas críticas de livros de teoria, de crítica ou de literatura publicados nos últimos três anos, desde que relacionados ao escopo da revista.

Para conhecer as normas da revista e submeter seu texto, acesse: https://revistaveredas.org/index.php/ver/about/submissions

Para informações adicionais, escreva para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.