Caras e caros congressistas da AIL, caras sócias e caros sócios, caras e caros colegas,

Lembramos que o período para envio de resumos para o 13º Congresso Internacional, a realizar na Università La Sapienza de Roma de 26 a 30 de julho de 2021, está aberto até ao dia 31 de janeiro.

A Comissão Organizadora decidiu adotar o formato semionline admitindo comunicações em presença e comunicações em remoto em modalidade síncrona. Os/as congressistas que estiverem impossibilitados em estar presentes em Roma, poderão optar por apresentar a sua comunicação em formato digital em síncrono.

Após receber avaliação positiva do resumo por parte da comissão científica do Congresso, cada autor poderá finalizar a inscrição. Todas e todos as/os participantes do Congresso, com exceção das pessoas com inscrição já completada, devem confirmá-la até 1 de março de 2021. Os/as participantes com trabalhos e inscrição já aprovados antes do adiamento do congresso não precisam enviar novamente.

O site para submeter as propostas é o seguinte: https://eventosail.org/e/roma2020

A Direção da AIL

Caras e caros congressistas da AIL, caras sócias e caros sócios, caras e caros colegas,

teimando em ser otimistas e confiantes quanto ao futuro da nossa atividade científica e académica, queremos confirmar que o 13º Congresso da Associação Internacional de Lusitanistas irá decorrer na Università La Sapienza de Roma de 26 a 30 de julho de 2021. Nessas datas, a Comissão Organizadora espera que seja possível contar com a presença física de todos e todas os/as participantes. Todavia, a Comissão Organizadora, em articulação com a Direção da AIL, decidiu adotar o formato semionline admitindo comunicações em presença e comunicações em remoto em modalidade síncrona. Os/as congressistas que estiverem impossibilitados em estar presentes em Roma, poderão optar por apresentar a sua comunicação em formato digital em síncrono. Não é portanto admissível o envio de vídeos gravados com a comunicação.

É possível enviar o resumo das comunicações até dia 31 de janeiro de 2021. Após receber avaliação positiva do resumo por parte da comissão científica do Congresso, cada autor poderá finalizar a inscrição.

O site para submeter as propostas é o seguinte: https://eventosail.org.

Todas e todos as/os participantes do Congresso devem confirmar sua inscrição, independentemente da opção em presença ou virtual, até 1 de março de 2021.

A Direção da AIL

Caras e caros congressistas da AIL, caras sócias e caros sócios, caras e caros colegas,

Em julho de 2020 não nos foi possível estarmos juntos em Roma para realizar o 13º Congresso Internacional da nossa Associação.

Apesar de estarmos a viver um tempo constelado de incertezas, decidimos com um gesto que tem a forma da vontade e da esperança reabrir um terceiro período de aceitação de comunicações. O nosso desejo é poder voltar a partilhar ao vivo saberes e experiências no próximo verão romano.

A Associação Internacional de Lusitanistas informa portanto que estão reabertas as inscrições para o 13º Congresso Internacional a realizar na Università La Sapienza de Roma de 26 a 30 de julho de 2021.

É possível enviar o resumo das comunicações até dia 31 de janeiro de 2021. Após receber avaliação positiva do resumo por parte da comissão científica do Congresso, cada autor poderá finalizar a inscrição.

O site para submeter as propostas é o seguinte  https://eventosail.org.

A Direção da AIL

O Prof. Dr. Ettore Finazzi-Agrò (Sapienza — Universidade de Roma) convida à participação no XIII Congresso da Associação Internacional de Lusitanistas (AIL), que decorrerá entre os dias 26 e 30 de julho de 2021 em Roma.

Veja o vídeo no nosso canal do YouTube: https://youtu.be/LHIQx1ON5ck

A Veredas n. 31, organizada por Marcel Vejmelka (Universidade Johannes Gutenberg de Mainz), reúne 10 artigos que apresentam um panorama das dinâmicas das HQ brasileiras atuais.

Já é um lugar comum constatar que a “nona arte” da narrativa gráfica, da história em quadrinhos ou da banda desenhada vem ganhando cada vez mais em visibilidade e prestígio, vivendo sucesso comercial nas mais variadas áreas e camadas sociais, exercendo uma crescente influência e significância cultural — nos termos de subcultura e cultura popular e também de cultura erudita —, entrando em cânones literários, icônicos e cinematográficos, inclusive estabelecendo e revisando cânones próprios, diferenciando-se internamente em subgêneros e projetos transversais.

Os textos escolhidos para este dossiê apresentam um panorama, inevitavelmente incompleto e seletivo, mas amplo e representativo das dinâmicas das HQ brasileiras atuais na sua profundidade e especificidade históricas, enfocando aspectos da sua produção e circulação, da sua recepção nacional e internacional, e da sua transposição ou adaptação entre diferentes mídias, suportes e contextos culturais. É a partir da análise concreta dessas bases materiais das obras e dos discursos ligados a elas que fica visível a riqueza e força da produção de HQs no Brasil, que vem se consolidando no campo nacional e vai ganhando cada vez mais visibilidade, importância e respeito no palco internacional.

(Marcel Vejmelka, da Apresentação)

DOI: https://doi.org/10.24261/2183-816x31